jusbrasil.com.br
22 de Novembro de 2017
    Adicione tópicos

    Paraná envia 150 toneladas de doações às vítimas das enchentes em Santa Catarina

    Governo do Estado do Paraná
    há 9 anos

    O Paraná enviou a primeira remessa de donativos para Santa Catarina, nesta quarta-feira (26). Cinco caminhões, com mais de 150 toneladas de carga, estão levando para Itajaí roupas, calçados, cobertores, colchões, alimentos, água, móveis, materiais de limpeza e bobinas de lonas plásticas. “Itajaí é a cidade que mais precisa de ajuda no momento”, explicou o coordenador da Defesa Civil paranaense e secretário-chefe da Casa Militar do Paraná, tenente-coronel Washington Rosa.

    De acordo com ele, os produtos foram arrecadados nos últimos dois dias apenas em Curitiba. Um dos caminhões está carregado com doação do Provopar, de aproximadamente 100 cestas básicas e 500 sacos contendo roupas e calçados. Os outros itens foram arrecadados pela Defesa Civil e pela Fundação de Ação Social da Prefeitura.

    Nesta quinta-feira (27), às 14h, sairá outro comboio. “Já temos donativos para três caminhões, mas aguardamos os produtos que virão do interior. A Defesa Civil catarinense vai indicar as cidades que receberam as próximas doações”, disse Washington. De acordo com ele, a determinação do governador Roberto Requião é para que a Operação Solidariedade não meça esforços para arrecadar e encaminhar as doações rapidamente a Santa Catarina.

    Um dos motoristas que participa do comboio é voluntário. Morador de Santa Catarina, Neri José passava pelo Paraná com o caminhão vazio e entrou em contato com a Defesa Civil para ajudar no transporte dos donativos. “É muito importante que ajudemos da forma que pudermos”, comentou. Motoristas interessados em fazer o mesmo que Neri podem entrar em contato com a Defesa Civil do Paraná pelo telefone (41) 3350-2637.

    QUARTEL – De acordo com o comandante do 1.º Grupamento do Corpo de Bombeiros, de Curitiba, tenente-coronel Luiz Henrique Pombo, foram entregues aproximadamente 30 toneladas de donativos no quartel. “Depois das reportagens sobre a falta de água potável, as pessoas começam a doar galões de água”, contou.

    Álvaro de Paula Teixeira, 55 anos, aposentado, levou ao quartel roupas e uma cesta básica. “Estou acompanhando no noticiário o que está acontecendo em Santa Catarina”, contou. Ele acrescentou que sempre ajuda nas campanhas de arrecadação de donativos.

    Dalva Maria Lipinski, coordenadora do Grupo de Infância Missionária, carregou uma van com roupas e calçados. Segundo ela, os donativos foram acumulados em uma campanha do grupo, que decidiu enviá-los para as vítimas das enchentes.

    O dentista Marcos Zakrzewski, contou que também se sensibilizou com as imagens da tragédia no estado vizinho. “Vimos a gravidade da situação e decidimos ajudar doando alguns agasalhos”, disse.

    POSTOS – Os donativos continuam a ser recebidos nos quartéis do Corpo de Bombeiros e nos batalhões da Polícia Militar, durante todo o dia, e nas Ruas da Cidadania (em Curitiba), em horário comercial. “Pedimos também doações de materiais de higiene e limpeza, que passam a ser muito importantes neste momento, para se evitar a proliferação de doenças”, explicou Washington. As pessoas devem, se possível, identificar o material doado, como por exemplo, roupas masculinas para adultos ou roupas infantis.

    O chefe da Seção Operacional da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, tenente Eduardo Gomes Pinheiro, alerta para que as doações sejam feitas apenas nos postos de recolhimento. “Tivemos informações que há pessoas passando de casa em casa, pedindo doações em nome da Defesa Civil. Por isso, pedimos que os produtos sejam entregues apenas nos postos oficiais”, disse. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 193 e 199.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)